domingo, 19 de abril de 2009


Dia do Índio
Idéia legal: pegue papel madeira e faça dois círculos; divida um ao meio; pinte com guache preto para fazer o cabelo do índio e a outra parte do corpo; faça olhinhos, boquinhas... deixe o índio completo. Aproveite para trabalhar geometria e os sentidos. Boa aula para o Dia do Índio.





19 de abril
Dia do Índio nasceu em 1940 no Congresso Interamericano



19 de abril de 1940 foi a data em que os delegados indígenas se reuniram pela 1ª vez em assembléia no Congresso Interamericano. Todos os países da América foram convidados a participar dessa celebração.


Reunida em Patzcuaro (México), a assembléia aprovou, entre outras propostas, o estabelecimento do Dia do Índio pelos governos dos países americanos. Este dia seria dedicado ao estudo do problema do índio atual pelas diversas instituições de ensino.

Segundo fontes oficiais, o Brasil tem hoje cerca de 560 terras indígenas e aproximadamente 460 mil índios. São 206 povos (ou etnias), concentrados, em sua maioria - 70% do total -, numa parcela da Amazônia Legal que engloba seis Estados: Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Mato Grosso e Pará. Além disso, a Funai (Fundação Nacional do Índio) também registra a existência de 40 povos isolados na Amazônia Ocidental.

Fonte: http://educacao.uol.com.br/datas-comemorativas/ult1688u2.jhtm

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Receita para Alfabetizar


Alfabetização socioconstrutivista. Ler cuidadosamente antes de usar.
Uso pediátrico e adulto.

Composição:

Planejamento ................................................100 mg

Dedicação....................................................100 mg

Intervenção-mediação ........................................100mg

Credibilidade................................................100 mg

Mobilização..................................................100 mg

Diversidade de textos .......................................100mg

Amor ........................................................100 mg

Informação ao professor


O processo de alfabetização precisa ser reconstruído. Para isso, devemosestudar muito e contar com teorias que embasem, que orientem onosso trabalho. Aprendemos construindo e, para construir, temos quepensar. O professor deve ser mediador e saber como a criança aprende.É importante o trabalho em grupo. Caso surjam dúvidas desagradáveisdurante a alfabetização, aconselha-se estudar mais e planejar melhor,selecionando novas atividades que favoreçam uma alfabetização eficiente.


Indicações: É indicada a todas as crianças, sem distinção de idade, cor, raça, religiãoou classe social, e a jovens e adultos que ainda não tenham feito usodo medicamento.Contra-indicaçõesNão tem.


Precauções: O trabalho deve estar centrado nos textos. É fundamental trabalharcom textos diversificados. Mas esse trabalho, para ser eficaz, depende daintervenção que o professor vai fazer.Reações AdversasProfessores que não acreditam na capacidade da criança de aprender enão acreditam que ela aprende construindo seu conhecimento devem seradvertidos da possibilidade de a criança não se alfabetizar com sua ajuda.PosologiaTextos diversificados, atividades de acordo com o nível de aprendizagemque a criança se encontra, num total de pelo menos quatro horasdiárias. Advertimos que quando as atividades não são administradasem conformidade com as doses preconizadas e não são mediadascorretamente pelo professor, não se promove alfabetização significativa.Uso sob prescrição pedagógica.

290 Anos. Parabéns Cuiabá!!!

Curso EDUCAFONO